Buscar
  • NEIMFA

8 de março: celebrar a liberdade!


Desde 26 de setembro de 2018, quando completamos 32 anos, o conselho gestor do NEIMFA é integralmente composto por mulheres. Cada um dos cinco núcleos de atividades é coordenado por uma mulher, por uma moradora da comunidade do Coque. Ainda que essas funções formais, em nosso caso, não sirvam para designar algum status de superioridade em relação aos demais trabalhadores e trabalhadoras da instituição, a composição atual do conselho gestor sinaliza um importante posicionamento do NEIMFA frente ao contexto atual, em que os diversos tipos de violência contra as mulheres aumentam vertiginosamente. Trata-se, em certo sentido, de um encontro com as nossas raízes.



De fato, Fernanda, Alice, Andrea, Katarina e Rosi (da esquerda para a direita na foto) espelham o que Dona Paulina, Dona Di, Dona Zezé, Dona Valda, Dona Preta, Dona Geralda e tantas outras “donas” foram quando o NEIMFA surgiu na comunidade do Coque. Juntas, essas mulheres nos mostram o que é a própria comunidade: as mulheres são a maioria da população; as mulheres lideraram as lutas para ocupar e permanecer no território do Coque frente as inúmeras ameaças de expulsão; as mulheres da nossa comunidade criaram e mantém não apenas o NEIMFA, mas uma série de outras experiencias políticas e culturais, como a AVIPA/Casinha, nossas parceiras de todas as horas. Essa mesma experiência se repete em muitas comunidades periféricas pelo Brasil: mulheres que, diante de toda a violência, constroem formas plurais de resistência e afeto.


Por isso, não se trata de idealizar a nossa condição, propondo alguma homenagem em forma de flores mortas nesse dia 8 de março. O que nos move é o desejo de que essas histórias de vida das mulheres do Coque, do Recife, de Pernambuco, do Nordeste do Brasil, da América Latina, do mundo não sejam ofuscadas por toda violência que nos cerca. “Ninguém apaga a tua história, escrita por tuas guerreiras na tinta negra da memória”, dizem os versos finais da música “Conceição”, do Cordel do Fogo Encantado. O que cantamos nesse 8 de março é a liberdade de todas as mulheres, que passa, necessariamente, pelo fim de toda forma de violência.


Os projetos educativos do NEIMFA se orientam pelo desejo de que todas as meninas e mulheres da nossa comunidade possam ser aquilo que elas queiram, que elas possam seguir para onde os seus sonhos apontem. Que elas possam sonhar sem medo! Que elas possam andar na rua sem medo. Que elas possam viver sem medo. Que elas possam viver!


Que o dia de hoje sirva para lembrar que respeito e liberdade são para todos os dias. Feliz dia de reflexão e mudança de postura para todos os homens! Principalmente para aqueles que fazem dos movimentos político-sociais e da espiritualidade lugares de perpetuação das desigualdades que fundam as violências contra as mulheres. Nos ofereçam flores e preces, se quiserem. Mas, sempre nos respeitem e entendam que todas nós somos livres para sonhar e ser aquilo que sonhamos.


Feliz dia de luta para todas as mulheres! Que a violência não nos cale e não nos torne invisíveis! Estamos juntas!

119 visualizações

© 1986-2018 Núcleo Educacional Irmãos Menores de Francisco de Assis

Amor - Liberdade - Compaixão

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon

Rua Jacaraú, 31. Coque/Joana Bezerra. CEP: 50.080-310